Nada sober vós sem vós

Log in
updated 3:48 PM WEST, Apr 30, 2017
Informação:
PARTILHEM: A 17.ª edição da revista digital da Plural&Singular está online e disponível para download. Além dos resultados da 3.ª edição do concurso "A Inclusão na Diversidade", destacamos uma "Grande Entrevista" com Ana Sofia Antunes, secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência que faz um balanço de um ano de Governo

Judo: Testemunho de Paulo Lemos

A minha vida cruzou-se com o judo porque gosto de desporto. Ninguém me convenceu foi por minha vontade própria porque gosto desta modalidade, e acho que faz bem a todas as pessoas. 

O meu primeiro treino foi no mês de outubro de 2016 e senti-me bem. Não sabia nada, mas depois, ao longo do tempo, fui aprendendo técnicas de lutas e entrei em alguns torneios e ganhei várias medalhas: uma de bronze e duas de prata. Entrei em várias competições em Ronfe (Guimarães), Castelo Branco e Águeda. 

Aprendi muitas coisas nesta modalidade e fiz vários tipos de treinos. No judo o que gosto mais de fazer é técnicas de pé, rolamentos e lutas no solo. 

Com milhares de praticantes nas federações espalhados pelo mundo, o judo tornou-se um dos desportos mais praticados da atualidade. A modalidade não se restringe a homens, podendo ser praticado por mulheres, crianças e idosos, fator importante no aumento do número de praticantes, como tive oportunidade de ler no site http://desportoescolar.dge.mec.pt/judo .

Gostava de atingir os meus objetivos e chegar aos Jogos Olímpicos de judo e ganhar um prémio final. Era muito bom para a minha carreira desportiva representar Portugal pelo clube Vitória de Guimarães.

 

Texto: Paulo Jorge Lemos   

Texto sobre o autor publicado na Plural&Singular 

Foto: Gentilmente cedida

Deixe um comentário

Bingo sites http://gbetting.co.uk/bingo with sign up bonuses

publicidade

publicidade

Publicidade

17°C

Lisboa

Mostly Cloudy

Humidity: 44%

Wind: 22.53 km/h

  • 30 Apr 2017 20°C 11°C
  • 01 May 2017 21°C 11°C

Publicidade