Nada sober vós sem vós

Log in
updated 1:24 PM UTC, Feb 19, 2024
Informação:
ESTEJA ATENTO: a Plural&Singular faz 10 anos e vai lançar a 28.ª edição da revista digital semestral que dá voz às questões da deficiência e inclusão

Comemorações do Dia Mundial do Braille

 

A 4 de janeiro assinala-se o Dia Mundial do Braille e são várias as iniciativas preparadas para comemorar esta data que evoca o nascimento de Louis Braille, o mentor do sistema de escrita e leitura para invisuais.

Em Coimbra, no âmbito de um protocolo entre a ACAPO e o Museu Nacional Machado de Castro, está marcada uma visita lúdico-educativa dedicada à exploração de esculturas. Neste espaço museológico é também inaugurada uma maqueta do Criptopórtico Romano do Fórum de Aeminium, acessível a pessoas com deficiência visual e, de seguida, terá lugar uma conferência denominada “A invenção de Louis Braille”.
Ainda no dia 4 de janeiro, graças a outra parceria da ACAPO com o Núcleo para o Braille e Meios Complementares de Leitura é realizado um Fórum no INR, I.P., pelas 15h00, subordinado ao tema “A Interação entre o Braille e as Novas Tecnologias – Desafios à Literacia”. Contando com as intervenções de representantes da ACAPO, INR, Biblioteca Nacional de Portugal e Ministério da Educação, esta iniciativa pretende ampliar o debate sobre a afirmação do sistema de leitura e escrita Braille num contexto dominado pelas novas tecnologias. 
À noite, pelas 21h00, a Delegação do Porto da ACAPO organiza mais uma sessão da iniciativa “Um Sentido na Poesia”. Por coincidir com as comemorações do Dia Mundial do Braille, esta sessão terá como temática central “As Mãos” – a saber que nestas sessões os associados da ACAPO são convidados a declamar poemas de sua autoria e sempre subordinados a uma temática específica. 
No dia seguinte, 5 de janeiro, e ainda no âmbito das comemorações do Dia Mundial do Braille, a Delegação de Coimbra da ACAPO e os alunos do Mestrado em Ensino da Matemática no 3.º Ciclo e Secundário da Universidade de Coimbra, organizam o colóquio “Ver para aprender ou aprender para ver?”. Integrando um conjunto de palestras e workshops, este colóquio tem como objetivo debater a integração escolar e social dos alunos cegos e com baixa visão e, ao mesmo tempo, refletir sobre o ensino e a aprendizagem da matemática por parte desta população. Em paralelo decorrerá uma mostra de produtos da responsabilidade da Luduscience e da UEST - Unidade de Equipamentos e Serviços Tiflotécnicos e para fechar esta iniciativa está marcado um jantar às escuras, organizado pela Delegação de Coimbra da ACAPO. Este evento gratuito, à exceção do jantar, requer inscrição prévia. 
Também no sábado em Lisboa, a ACAPO promove, pelas 14h00, no Museu de História Natural e da Ciência, uma iniciativa com o intuito de jogar e aprender competências matemáticas de olhos vendados, no âmbito do Torneio de Jogos Matemáticos.

Consola de depuração Joomla

Sessão

Dados do perfil

Utilização de memória

Pedidos à Base de dados