Nada sober vós sem vós

Log in
updated 1:24 PM UTC, Feb 19, 2024
Informação:
ESTEJA ATENTO: a Plural&Singular faz 10 anos e vai lançar a 28.ª edição da revista digital semestral que dá voz às questões da deficiência e inclusão

“Vamos acordar o Gaspar”

 

O movimento (d)Eficientes Indignados está em frente ao Ministério das Finanças desde as 8h30 para lembrar que “as pessoas com deficiência existem e têm direito, tal como os seus familiares, a uma vida digna”.  

“Vamos acordar o Gaspar” é o protesto daquela que promete ser uma concentração ruidosa, organizada pelo movimento (d)Eficientes Indignados que já em outubro contestou, junto à Assembleia da República, o corte no orçamento de atribuição dos produtos de apoio. 
 
Buzinas, apitos, bombos, panelas, trompetes ou tubas, tudo serve para fazer barulho. “Vamos acordá-lo porque já é tempo do ministro das Finanças saber as consequências, na vida das pessoas com deficiência e das suas famílias, do orçamento que fez aprovar”, pode ler-se no evento do Facebook. Contestam a forma de atribuição das ajudas técnicas e apelam à reposição dos benefícios fiscais, retirados ainda durante a governação do primeiro-ministro José Sócrates. “ Não é possível sobreviver com pensões de 195 euros, estamos fartos dos cortes nos transportes para os tratamentos, das ajudas por terceira pessoa pagas a 49 cêntimos à hora, dos cortes no ensino especial que estão a levar muitas crianças a uma institucionalização forçada, que estamos fartos de renovar atestados quando temos deficiências que nos acompanharão para o resto da vida”, pode ler-se no comunicado do protesto. 
 
“Vamos acordar o Gaspar – Concentração Ruidosa” termina com a entrega de uma mensagem ao ministro das Finanças, Vítor Gaspar.

Consola de depuração Joomla

Sessão

Dados do perfil

Utilização de memória

Pedidos à Base de dados