Nada sober vós sem vós

Log in
updated 6:16 PM WEST, Mar 27, 2017
Informação:
PARTILHEM: A 17.ª edição da revista digital da Plural&Singular está online e disponível para download. Além dos resultados da 3.ª edição do concurso "A Inclusão na Diversidade", destacamos uma "Grande Entrevista" com Ana Sofia Antunes, secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência que faz um balanço de um ano de Governo

APPC: Vitalidade e realismo para 2017

A Associação do Porto de Paralisia Cerebral (APPC) realizou a 18 de novembro uma assembleia geral que serviu para discutir e aprovar o plano de atividades para 2017. Nota da instituição fala em “vitalidade e realismo das propostas delineadas para o próximo ano”.

Coube ao presidente da direção, Abílio Cunha, apresentar as principais ideias das “linhas mestras” definidas para 2017. Recordando que “o presente ciclo de planeamento estratégico terminará no próximo ano”, o dirigente indicou que “globalmente já se atingiu 65% dos objetivos”, sendo que em certos casos os resultados finais esperados já foram atingidos.

Com o propósito de cumprir, integralmente, o definido para o triénio, Abílio Cunha destacou a importância de “manter o nível da qualidade das respostas e soluções”.

“Preocupação fundamental”, disse o presidente da direção da APPC, é “a necessidade de encontrar solução para o estado degradado da atual sede administrativa (onde se desenvolvem diariamente atividades de ocupação para 25 adultos com Paralisia Cerebral)”. Não obstante os passos já dados, “ainda estamos aquém de ver iniciado este objetivo”, admitiu o presidente.

Manter a APPC na senda da excelente qualidade dos serviços prestados será, em 2017, alvo da energia das equipas e da gestão dos restantes meios e materiais – conseguindo-se, assim, a operacionalização diária das respostas e uma real aproximação às necessidades e expectativas de todos.

O próximo ano encerra o triénio 2015-2017 e um “novo” planeamento de médio prazo (de ciclos de três anos).

Isabel Rute Costa, em representação da Comissão Executiva, destacou para 2017 a realização do “Festival Extremus”, a manutenção do Campo de Férias do Centro de Recursos para a Inclusão e a duplicação de passeios para famílias e cuidadores no âmbito do programa “Cultura e Lazer”.

Continuarão a ser assinaladas as principais datas festivas e comemorações específicas dinamizadas na APPC, bem como por ocasião do Dia Nacional da Paralisia Cerebral será atribuído o “Prémio Pinto Viana”.

A nível desportivo, assegurou ainda Isabel Rute Costa, manter-se-á a participação dos atletas da APPC no calendário das modalidades de Boccia e Tricicleta.

Já na área da formação continuará a aposta no Emprego e Qualificação de pessoas com deficiência e incapacidade, promovendo-se mais um curso de formação profissional.

No que concerne ao reforço das competências parentais e de outros cuidadores, pretende-se lançar o Encontro Nacional de Pais para Pais.

Antecipando exigências da conjuntura atual, em 2017 a APPC irá ainda consolidar a modernização do Centro de Reabilitação (com o desenvolvimento do trabalho das novas equipas).

Deixe um comentário

Bingo sites http://gbetting.co.uk/bingo with sign up bonuses

publicidade

publicidade

Publicidade

8°C

Lisboa

Cloudy

Humidity: 94%

Wind: 11.27 km/h

  • 28 Mar 2017 11°C 9°C
  • 29 Mar 2017 14°C 7°C

Publicidade