Nada sober vós sem vós

Log in
updated 9:49 AM WET, Dec 3, 2017
Informação:
ACOMPANHE: Todas as novidades sobre os projetos com 'marca' Plural&Singular. Além do concurso de fotografia internacional em que TODOS cabem - cuja cerimónia de entrega de prémios decorre dia 3 e dezembro no CPF, no Porto - avançamos com formações em Comunicação Acessível e Sexualidade&Afetos, o projeto "Nós os cuidadores - sessões de grupo para cuidadores informais!" e com candidaturas ligadas ao ERASMUS+            Consulte também a página do Núcleo de Inclusão, Comunicação e Media e adira ao nosso grupo de debate e partilha no facebook  

Gabinete de Estratégia e Planeamento publica relatório sobre Deficiências e Incapacidades

O Gabinete de Estratégia e Planeamento (GEP) divulgou um relatório, no qual é afirmado que quase um milhão de portugueses não consegue andar ou subir escadas, enquanto quase 28 mil são cegos, cerca de 27 mil são surdos e rondam as 69 mil as pessoas com dificuldades intelectuais.

Em causa está a publicação “Estatísticas sobre Deficiências ou Incapacidades” que compila as principais informações dos Censos de 2011 sobre a população com deficiência. Soma-se informação sobre Educação, Emprego, Prestações Sociais e Respostas Sociais. O GEP integra o Ministério do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social.

Entre outras informações, este gabinete apurou que 13.950 pessoas com deficiência frequentam os Centros de Atividades Ocupacionais (CAO).

O relatório (consulte AQUI) também refere que no ano letivo 2015/16 havia mais de 78 mil crianças com Necessidades Educativas Especiais (NEE), sendo que 81% delas frequentavam o ensino básico, com 21 mil no primeiro ciclo, 17 mil no segundo ciclo e 24 mil no terceiro ciclo.

No mercado de trabalho registaram-se, entre 2011 e 2015, 1,16 vezes mais desempregados, passando de 10.408 pessoas registadas em 2011 para 12.667 em 2015.

Os apoios à contratação de pessoas com deficiência aumentaram 34 vezes, aumentando de 32 em 2011 para 1.098 em 2015.

Eram em 2015 4.183 as pessoas com deficiência que desenvolviam trabalho socialmente necessário, o que representa o triplo das que o faziam em 2011: 1.365.

Também em matéria de medidas de transição para a vida ativa, houve seis vezes mais pessoas em 2015 (1.566) do que em 2011 (253) abrangidas em medidas de estágio.

Em 2015, mais de 13 mil pessoas receberam o subsídio mensal vitalício, destinado a pessoas com deficiência com mais de 24 anos. Mais e metade, 52,1%, dos beneficiários foram homens.

Quanto ao subsídio por educação especial, registaram-se em 2015 9.716 beneficiários, 66,3% homens.

Respostas sociais: em 2015 havia 791, com 23 mil lugares disponíveis, entre CAO, lares residenciais, residências autónomas ou serviço domiciliário.

Deixe um comentário

Bingo sites http://gbetting.co.uk/bingo with sign up bonuses

publicidade

publicidade

Publicidade

-2°C

Lisboa

Windy

Humidity: 36%

Wind: 64.37 km/h

  • 13 Dec 2017 0°C -7°C
  • 14 Dec 2017 1°C -3°C

Publicidade