Nada sober vós sem vós

Log in
updated 8:12 PM WET, Nov 20, 2017
Informação:
ACOMPANHE: Todas as novidades sobre os projetos com 'marca' Plural&Singular. Além do concurso de fotografia internacional em que TODOS cabem - cuja cerimónia de entrega de prémios decorre dia 3 e dezembro no CPF, no Porto - avançamos com formações em Comunicação Acessível e Sexualidade&Afetos, o projeto "Nós os cuidadores - sessões de grupo para cuidadores informais!" e com candidaturas ligadas ao ERASMUS+            Consulte também a página do Núcleo de Inclusão, Comunicação e Media e adira ao nosso grupo de debate e partilha no facebook  

Santo Tirso: Residência Autónoma da CAID duplica capacidade de resposta

A Residência Autónoma da Cooperativa de Apoio à Integração do Deficiente (CAID), concelho de Santo Tirso, duplicou a capacidade de resposta, indicou a câmara local aquando da visita, na semana passada, da secretária de Estado Estado da Inclusão das Pessoas com deficiência, Ana Sofia Antunes.

A CAID, uma instituição fundada em 1998, tem com o objetivo responder às necessidades do concelho de Santo Tirso na área deficiência através de diferentes dimensões como ocupação e inserção socioprofissional e uma das vertentes é a Residência Autónoma do Conjunto Habitacional de Areias.

Segundo comunicado da autarquia de Santo Tirso uma recente requalificação da Residência Autónoma, no valor de 90 mil eros, permitiu um aumento de 67% daquela que era a resposta até aqui.

A área conta com um elevador interno e uma cadeira elevatória, bem como mesa de jogos, computador, televisão e casas de banho adaptadas, dando resposta à lista de espera de pessoas com deficiência sem retaguarda familiar, e aumentando a capacidade de seis para 10 pessoas.

A habitação conta ainda com mais duas camas para situações de emergência, o que possibilita o alargamento até às 12 pessoas, sendo expectável que outras Residências Autónomas venham a surgir em outros pontos do concelho.

“Queremos replicar esta casa na zona nascente do concelho, sonhamos com isso. Sonhamos em ter no concelho as infraestruturas suficientes e necessárias para dar cobertura a todas as necessidades. Se conseguirmos, aumentaremos em grande escala a percentagem de pessoas com deficiência apoiadas", disse o presidente da câmara de Santo Tirso, Joaquim Couto.

Já Ana Sofia Antunes defendeu que “as residências autónomas e de apoio são o tipo de respostas que se deve procurar privilegiar porque garantem a autonomia destas pessoas, sem deixarem de ter o apoio técnico de que precisam”.

Enquanto o presidente da CAID, Alberto Costa explicou que “esta residência significa que todos estes utentes vão ter um lar, um sítio para estar e residir fora das horas do centro ocupacional”.

Deixe um comentário

Bingo sites http://gbetting.co.uk/bingo with sign up bonuses

publicidade

publicidade

Publicidade

13°C

Lisboa

Breezy

Humidity: 39%

Wind: 40.23 km/h

  • 21 Nov 2017 14°C 3°C
  • 22 Nov 2017 11°C 1°C

Publicidade