Nada sober vós sem vós

Log in
updated 10:57 PM WEST, May 22, 2017
Informação:
PARTILHEM: A 17.ª edição da revista digital da Plural&Singular está online e disponível para download. Além dos resultados da 3.ª edição do concurso "A Inclusão na Diversidade", destacamos uma "Grande Entrevista" com Ana Sofia Antunes, secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência que faz um balanço de um ano de Governo

Almada: Fórum Ibérico sobre Intervenções Assistidas com Cavalos

A organização do I Fórum Ibérico sobre Intervenções Assistidas com Cavalos (IAC), que decorreu no final de junho, acredita que esta iniciativa marcará “uma nova fase para o reconhecimento das intervenções assistidas com cavalos”.

Em comunicado remetido à Plural&Singular, em jeito de balanço sobre o fórum, a Associação Portuguesa de Terapias Equestres e Complementares (APTEC) aponta que este evento teve como objectivo a divulgação e esclarecimento sobre as diversas aplicações das IAC enquanto técnica terapêutica e de aprendizagem na promoção do bem-estar e qualidade de vida.

Participaram no fórum cerca de 60 participantes de diversas áreas como a neuropediatria, cirurgia, senologia, psicologia, psicomotricidade, fisioterapia, terapia da fala ou docência do ensino superior para debater, indica a organização, “a necessidade de reconhecimento da validade das IAC perante a sociedade e sobre a inclusão desta prática terapêutica na lista de comparticipações do Sistema Nacional de Saúde”.

O I Fórum Ibérico sobre IAC resultou de uma parceria entre a APTEC e a Câmara Municipal de Almada, contando ainda com o reconhecimento do INR, e com o apoio de Junta de Freguesia da Charneca de Caparica e Sobreda, Delta Cafés, Near Imagination, Associação das Empresas Familiares, Águas de São Silvestre, Gelpeixe, Yellowphant e Grupo Francisco Soares.

No primeiro dia, Ana Gameiro, da câmara de Almada, falou da “importância do empenho de iniciativas e projetos, que estão a transformar o concelho numa comunidade mais inclusiva pela integração e gestão da diversidade e através do diálogo entre várias áreas do conhecimento e entidades oficiais”.

Por sua vez, pelo INR, José Serôdio, reforçou que “é no diálogo e construção de conhecimento multidisciplinar que reside o caminho para melhoria das intervenções terapêuticas e educativas que contribuem para a melhoria da qualidade de vida da população” e destacou, já no âmbito das intervenções assistidas com cavalos, “a importância do seu investimento não apenas junto de crianças, jovens e adultos, mas também junto da população sénior”.

Nas manhãs do fórum, especialistas de várias áreas académicas apresentaram as vantagens da integração das IAC em estratégias terapêuticas e de aprendizagem mais holísticas.

À tarde, no picadeiro da APTEC, Lula Baena, psicóloga, psicoterapeuta e instrutora de IAC da FETE (Federación Española de Terapias Ecuestres), e Maria Dolores Apolo Arenas, fisioterapeuta, docente universitária e membro da FETE, com a colaboração de Cátia Ruivo, psicóloga e instrutora de IAC da FETE, apresentaram práticas de IAC no âmbito do desenvolvimento pessoal, reabilitação através da metodologia «pie a tierra e da abordagem numa vertente de hipoterapia.

“A presença e participação de entidades oficiais e de profissionais de saúde, académicos e da área equestre, enriqueceu o diálogo e será certamente um primeiro passo para o reconhecimento dos resultados das IAC na melhoria da qualidade de vida das populações”, resumiu Lula Baena.

“O recurso ao cavalo enquanto estratégia de maximização de performance, enceta uma interessante panóplia de oportunidades e abrangência de actuação, no que respeito ao desenvolvimento de competências individuais ou de equipa, quer em contexto desportivo, quer organizacional”, acrescentou Cátia Ruivo.

O vice-presidente da APTEC, Pedro Castelo-Branco, defendeu que “o actual quadro nacional destas temáticas pode e deve ser melhorado com o empenho das entidades competentes e de todos aqueles que na sociedade civil, queiram participar”.

O dirigente lamentou no entanto, a ausência da Federação Equestre Portuguesa, em contraste com a participação da Escola Nacional de Equitação representada por Ana Varela.
Por fim, segundo Rosa Dias, instrutora de IAC da FETE e presidente da direção da APTEC, “este fórum representa a oportunidade de iniciar um trabalho pioneiro entre Portugal e Espanha, tendo em vista, a partilha de conhecimento e experiência nas várias áreas das IAC, bem como, a possibilidade de elaborar trabalhos em conjunto neste domínio, a fim de, garantir a qualidade das intervenções e o reconhecimento profissional dos instrutores de IAC”.

Adicionalmente, Rosa Dias considera que se revela “premente o envolvimento de entidades governamentais e outras, das áreas da saúde, educação, social, organizacional, comportamental, investigação, desporto em geral e equitação, com o objectivo de disseminar, facilitar e apoiar o acesso a estas intervenções”.

Recorde-se que como a Plural&Singular tinha avançado numa peça de antecipação sobre esta iniciativa que será emitido um documento oficial com as principais reflexões e recomendações partilhadas pelos vários especialistas a entregar às autoridades competentes.

Mais sobre a APTEC e sobre as Intervenções Assistidas com Cavalos na nossa 15.ª edição da revista digital trimestral, secção de Saúde e Bem-Estar. Para ler clique AQUI.

Deixe um comentário

Bingo sites http://gbetting.co.uk/bingo with sign up bonuses

publicidade

publicidade

Publicidade

19°C

Lisboa

Mostly Cloudy

Humidity: 77%

Wind: 22.53 km/h

  • 28 May 2017 20°C 14°C
  • 29 May 2017 21°C 14°C

Publicidade