Nada sober vós sem vós

Log in
updated 3:45 PM WEST, Sep 14, 2017
Informação:
PARTILHEM: O concurso de fotografia internacional em que TODOS cabem está de volta para mais uma edição, a quarta...CONSULTE TODA A INFORMAÇÃO NO NOSSO SITE!       Também não deixe de ler e partilhar a nossa 18.ª edição da revista digital da Plural&Singular que está 'online' e disponível para 'download' dando destaque a uma "viagem" pelos Açores e Madeira: será que estes dois arquipélagos afortunados em história, cultura e paisagem, são inclusivos?

Portugal fica em 7.º e qualifica-se para Mundial

A vitória que há muito escapava à seleção lusa foi hoje finalmente alcançada… Foi preciso suar e sofrer mas depois do prolongamento, os jogadores portugueses “agigantaram-se” e bateram a Irlanda do Norte nas grandes penalidades 

Foi preciso ultrapassar os 80 minutos de jogo e enfrentar a “lotaria” das grandes penalidades para Portugal conseguir uma vitória no Campeonato da Europa de Futebol de 7 que decorre na Maia até amanhã.

Hoje era a derradeira hipótese dos portugueses conseguirem ganhar o que acabaria por acontecer frente à Irlanda do Norte: 5-4 (2-2 após prolongamento).

Com este resultado Portugal fixa-se no 7.º lugar do grupo, remetendo a Irlanda do Norte para 8.º, e consegue a tao ambicionada qualificação para o Mundial que se realiza, em 2015, em Inglaterra.

Num dos jogos mais emotivos deste Campeonato – ou não estivesse em causa a boa imagem do anfitrião, Portugal que jogava perante o seu público – aconteceu de tudo… Ryan Walker colocou a Irlanda do Norte a vencer com um golo nos primeiros segundos de jogo… Um “balde de água fria” para as aspirações lusas…

Os irlandeses podiam mesmo ter aumentado a vantagem logo no minuto três mas o guardião português cedo deu mostras de que ia ser determinante no dia de hoje.

O 2-0 para a Irlanda do Norte acabaria mesmo por surgir, aos quatro minutos, por intermédio de David Levy.

Era cedo demais para baixar os braços mas também era cedo demais para já estar a sofrer com uma desvantagem de dois golos que se manteve ao intervalo.

Mas na segunda parte, perto dos 22 minutos, o árbitro foi obrigado a mostrar vermelho direto a Jordan Cush por falta dura na grande área e na conversão do castigo máximo, Vítor Vilarinho fez o 2-1 para Portugal.

Os lusos jogaram, portanto, quase dois terços do tempo regulamentar com mais uma unidade e a acutilância ofensiva foi notória, ainda que quem esteve em evidência na etapa complementar foram mesmo os dois guardiões que evitaram que o resultado de alterasse até segundos do fim da partida.

Portugal rondava com muito perigo a baliza da Irlanda do Norte, mas mantinha a dificuldade em concretizar, até que, ao minuto 60, acontece o momento do jogo: Tiago Ramos descobre um buraco na “muralha” defensiva da Irlanda do Norte e marca o 2-2 que dita o prolongamento da partida para euforia dos portugueses e desespero dos irlandeses que já davam como conquistada a vitória.

No prolongamento, qualquer uma das equipas podia ter desempatado, uma vez que existiram oportunidades de parte a parte.

Tiago Ramos (remate contra o guarda-redes, aos 64) e Pedro Santos (remate ao lado aos 68) foram os jogadores que mais se destacaram na equipa lusa e Ryan Walker, com um livre aos 66, evidenciou-se para o outro lado.

Nas grandes penalidades valeu o “herói” Rui Rocha. O guarda-redes português além de defender também acabou por marcar o último golo, estabelecendo o resultado final em 5-4.

Depois de quatro derrotas – dia de abertura (23 de julho), derrota por 5-0 frente à Inglaterra; dia 25, a contar para a fase de grupos, derrota com a Ucrânia por 6-1; no jogo para os quartos-de-final, a 29 de julho, a Irlanda leva de vencida a seleção lusa por 6-2; dia 31 (semifinais) Portugal “encaixa” um 6-0 – Portugal conquistou a ambicionada vitória!   

 

Jogo disputado no Estádio Dr. José Vieira de Carvalho, na Maia

 

Portugal – Irlanda do Norte, 5-4

Ao intervalo: 0-2

Após tempo regulamentar: 2-2

Após prolongamento: 2-2

 

Grandes penalidades:

0-0, Tiago Ramos permite defesa do guarda-redes

0-0, David Levy atira ao poste

1-0, Ruben Oliveira marca

1-0, Ryan Walker permite defesa do guarda-redes

1-0, Pedro Santos atira ao poste

1-1, Jordan Walker faz o empate

1-1, Vasco Santos permite defesa do guarda-redes

1-1, Stephen Halpin permite defesa do guarda-redes

2-1, Vítor Vilarinho marca

2-2, Christian Canning faz o empate

3-2, Rui Rocha marca

3-2, Paul Cassidy permite defesa do guarda-redes

 

Portugal: Rui Rocha, Rúben Oliveira, Vasco Santos, Lucas Pinheiro, Vítor Vilarinho, Pedro Santos e Tiago Ramos. Suplentes: André Ferreira, Luís Ferreira, Ricardo Sotto Mayor, Ricardo França, Sérgio Barros, Telmo Baptista e Tiago Carneiro.

 

Irlanda do Norte: Paul Cassidy, Christian Canning, Cormac Birt, Jordan Cush, David Levy, Ryan Walker e Jordan Walker. Suplentes: Gareth Miller, William Hamilton, Stephen Halpin e James Holden. 

Deixe um comentário

Bingo sites http://gbetting.co.uk/bingo with sign up bonuses

publicidade

publicidade

Publicidade

26°C

Lisboa

Breezy

Humidity: 62%

Wind: 46.67 km/h

  • 20 Sep 2017 26°C 21°C
  • 21 Sep 2017 27°C 20°C

Publicidade