Nada sober vós sem vós

Log in
updated 12:17 PM WET, Nov 22, 2017
Informação:
ACOMPANHE: Todas as novidades sobre os projetos com 'marca' Plural&Singular. Além do concurso de fotografia internacional em que TODOS cabem - cuja cerimónia de entrega de prémios decorre dia 3 e dezembro no CPF, no Porto - avançamos com formações em Comunicação Acessível e Sexualidade&Afetos, o projeto "Nós os cuidadores - sessões de grupo para cuidadores informais!" e com candidaturas ligadas ao ERASMUS+            Consulte também a página do Núcleo de Inclusão, Comunicação e Media e adira ao nosso grupo de debate e partilha no facebook  

Foco: Mundial 2015!

O selecionador de Portugal e os jogadores portugueses são unânimes… O principal objetivo deste Campeonato Europeu de Futebol de 7 foi conseguido: os lusos apuraram-se para o Mundial! E a partir daí? Lutar por chegar também aos Paralímpicos

Em jeito de balanço destes cerca de dez dias de competição, o selecionador nacional, Luís Ferreira, disse reconheceu hoje que Portugal tinha maiores ambições do que o 7.º lugar. Mas a verdade é que esta posição já dá acesso ao Mundial que se realiza no próximo ano em Inglaterra… 

“Ficamos um bocadinho aquém daquilo que pretendíamos que era ficar um bocadinho mais à frente. Mas conseguimos um 7.º lugar que para o nível que Portugal está atualmente é excelente”, disse Luís Ferreira.

Também o capitão da equipa lusa, Vítor Vilarinho, tem opinião semelhante: “O primeiro objetivo foi conquistado que era o apuramento para o Campeonato do Mundo. Tivemos alguns jogos em que poderíamos ter conseguido um resultado melhor mas no geral acho que podemos tirar ilações positivas”.

O foco está, portanto, no Mundial e no futuro da seleção que, para Luís Ferreira, passa muito competir cada vez mais e com mais ritmo e por procurar outros atletas.

“A equipa acaba por estar de parabéns porque os atletas fizeram aquilo que podiam, o que sabiam e o que não sabiam, perante muitas adversidades. De qualquer forma os nossos atletas têm de crescer quer fixamente, quer mentalmente. E iremos um dia chegar ao topo. Esse é o nosso grande objetivo”, afirmou o técnico luso.

Metas? Luís Ferreira aponta uma classificação melhor no Mundial, mas não esconde que quer piscar o olho aos Paralímpicos, ainda que este seja um plojeto a médio prazo e mais lento…

“No Mundial temos de tentar uma classificação melhor. Ficar acima do 6.º lugar seria excelente [vão estar 16 equipas envolvidas] e creio que com trabalho será possível. Para quando apostar nos Paralímpicos? A luz está ao fundo do túnel. Rio é difícil mas para os Japão (2020) vamos lutar”.

Vítor Vilarinho também considera que de imediato o foco é o Campeonato do Mundo e não deixa as ambições por menos: “Se este ano foi o 7.º, para o ano tem de ser o 6.º para cima, no mínimo”, garantiu. “E o nosso principal objetivo é um dia conseguir atingir os Jogos Paralímpicos”, acrescentou.

O capitão partilha com o selecionador a análise que a seleção lusa tem de encontrar mais jogadores porque, conforme referiu Vilarinho, “precisa de massa humana” para poder “evoluir”.

“Mas acho que temos futuro. Temos condições para continuar e evoluir e daqui a uns anos lutar pelo topo”, concluiu.

Deixe um comentário

Bingo sites http://gbetting.co.uk/bingo with sign up bonuses

publicidade

publicidade

Publicidade

10°C

Lisboa

Rain

Humidity: 96%

Wind: 11.27 km/h

  • 22 Nov 2017 12°C 2°C
  • 23 Nov 2017 6°C 0°C

Publicidade