Nada sober vós sem vós

Log in
updated 8:12 PM WET, Nov 20, 2017
Informação:
ACOMPANHE: Todas as novidades sobre os projetos com 'marca' Plural&Singular. Além do concurso de fotografia internacional em que TODOS cabem - cuja cerimónia de entrega de prémios decorre dia 3 e dezembro no CPF, no Porto - avançamos com formações em Comunicação Acessível e Sexualidade&Afetos, o projeto "Nós os cuidadores - sessões de grupo para cuidadores informais!" e com candidaturas ligadas ao ERASMUS+            Consulte também a página do Núcleo de Inclusão, Comunicação e Media e adira ao nosso grupo de debate e partilha no facebook  

Balanço: “Nós, os cuidadores” culminou em convívio


A última sessão do projeto piloto “Nós, os cuidadores - Sessões de grupo para cuidadores informais”, iniciado em Guimarães, foi marcada por várias surpresas dirigidas às cinco cuidadoras informais alvo deste apoio grupal de 10 horas.
Terminou a 5 de agosto o projeto piloto “Nós, os cuidadores - Sessões de grupo para cuidadores informais” que, graças ao apoio da junta de freguesia de Creixomil, conseguiu apoiar cinco cuidadoras informais em quatro sessões dinamizadas pela psicóloga clínica Marta Freitas Figueiredo, colaboradora da Plural&Singular.
A sessão de grupo, habitualmente realizada na sede da junta de freguesia creixomilense, atravessou a cidade vimaranense e, em passeio, as participantes acabaram a conversar numa mesa de madeira ao ar livre. Houve direito a uma sessão de maquilhagem patrocinada pela loja Flormar do largo do Toural, em Guimarães - uma empresa de maquilhagem que apresenta centenas de produtos diferentes e tem lojas em mais de 80 países, espalhados pelos quatro continentes – seguida de um lanche no Parque da Cidade.
Depois de uma fartura e um vinho do Porto ou chá, as cuidadoras deram nota 10 a uma tarde recheada de boa disposição e regressaram a casa com a certeza de que o “antes” e o “depois” destas sessões ficou representado nos momentos partilhados na loja da Flomar. “A maquilhagem oferecida foi uma espécie de ato simbólico em relação ao que significou para estas cinco cuidadoras frequentar as quatro sessões de apoio. Há, definitivamente, um antes e um depois deste projeto na vida delas, mas claro que 10 horas não chegam. A continuidade é muito importante”, assegura a organização.
Existem quase 90 mil cuidadores informais em Portugal, um país que assenta os cuidados a dependentes maioritariamente na família. Estes cuidadores não costumam ser alvo de um apoio formal e, desta forma, a criação destes grupos de apoio vai contribuir para a redução respetivo stress e burnout (esgotamento físico e mental intenso), ajudando-os a gerirem melhor as emoções associadas ao contexto específico de cada um e a perceberem de que forma interferem na dinâmica familiar.
A Plural&Singular decidiu desenvolver este projeto por entender que a existência de cuidadores mais capacitados para lidar com os desafios que esta tarefa acarreta e que se sintam emocionalmente mais estáveis por terem oportunidade de se envolverem em algo à parte do contexto direto de prestação de cuidados, se repercute também na qualidade de vida dos dependentes.
“O apoio ao cuidador é importante, nomeadamente, quando se trata de cuidadores informais, normalmente os familiares diretos da pessoa com deficiência e, como tal, têm interferência direta nas decisões e qualidade de vida da mesma”, pode ler-se na apresentação deste projeto da Plural&Singular.
“Nós, os cuidadores - Sessões de grupo para cuidadores informais”, uma iniciativa integrada no projeto mais alargado “Sexualidade&Afetos”, está, idealmente, desenhado para ter a duração de três meses, com uma sessão semanal de duas horas, correspondendo a um total de 14 sessões, somando 28 horas de apoio. “A continuidade do apoio dado aos cuidadores é crucial. Mesmo que numa lógica quinzenal ou mensal, é necessário acompanhar estas pessoas e monitorizar o seu estado mental e mesmo físico”, refere a psicóloga clínica responsável por orientar as sessões, Marta Freitas Figueiredo.
E como surgiu a ideia para a criação deste projeto? “Aquando da realização da sessão de apresentação da secção de informação “Sexualidade&Afetos” disponível no site da Plural&Singular para esclarecimento de todos os interessados por esta temática, foi referido por várias pessoas com deficiência presentes no evento, realizado em dezembro de 2015, que muitas das vezes a discriminação começa em casa e que os familiares estão desamparados e sofrem o desgaste da condição em que se encontra o dependente”, explica um dos responsáveis pelo projeto.
Indo ao encontro da respetiva missão, a Plural&Singular entendeu que tinha um papel ativo a desempenhar na informação e capacitação dos cuidadores, para melhor aceitarem o contexto em que vivem e conseguirem contribuir para a mudança das mentalidades na sociedade em geral por desconstruírem, eles próprios, os preconceitos que poderão assombrar a saudável relação familiar.
Daí que, o projeto “Nós, os cuidadores” procura mais parceiros, apoios e patrocínios para o desenvolvimento de todas as atividades e para conseguir multiplicar este apoio, quer estendendo-o no tempo, quer em relação à quantidade de participantes que dele tirem proveito. “Estamos a candidatarmo-nos a vários financiamentos, vamos angariar fundos através da venda de rifas e estamos a tentar contactar entidades e empresas que aceitem patrocinar o projeto na lógica de apadrinhamento a cuidadores. Todo o apoio é bem-vindo”, refere ainda.
Se estiver interessado em colaborar com a Plural&Singular ou se for cuidador informal de uma pessoa com deficiência e gostaria de integrar as sessões de grupo entre em contacto através do email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou do telefone 913 077 505.

Itens relacionados

  • Guimarães: Comunicação [in]acessível ou não? Eis a questão.

    A Plural&Singular dá mais um passo rumo à inclusão, desta vez, no âmbito da Comunicação Acessível realizando uma ação de formação e sensibilização dirigida a jornalistas e outros profissionais e estudantes de comunicação. Esta iniciativa, que conta com a parceria do Projeto InMyShoes, realiza-se no Cineclube de Guimarães, no próximo sábado, dia 21 de outubro a partir das 9h30, prologando-se até às 18h30.

  • Plural&Singular avança com formação em sexualidade&afetos
    Começa hoje a ação de formação preparada pela Plural&Singular no âmbito da Sexualidade&Afetos das pessoas com deficiência e dirigida aos colaboradores da CERCIGUI - Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados do Concelho de Guimarães, CRL e da Associação para a Integração e Reabilitação Social de Crianças e Jovens Deficientes de Vizela.
  • Nós, os cuidadores: Mais 12 cuidadores participam nas sessões de grupo
    São 12 os participantes do projeto “Nós, os cuidadores - Sessões de grupo para cuidadores informais”, iniciado em Guimarães, que, contando com o cofinanciamento do Instituto Nacional de Reabilitação (INR, I.P.) terão, a partir de sexta-feira, a oportunidade de partilhar dúvidas, receios, alegrias e tristezas em 14 sessões de apoio grupal dinamizadas pela psicóloga clínica Marta Freitas Figueiredo, colaboradora da Plural&Singular.
  • Lisboa: V Congresso Internacional Educação, Inclusão e Inovação

    O V Congresso Internacional Educação, Inclusão e Inovação, organizado pela Associação Nacional de Docentes de Educação Especial (Pró-Inclusão), realiza-se de 6 a 8 de julho no Auditório da Escola Superior de Comunicação Social de Lisboa, em Benfica.

Deixe um comentário

Bingo sites http://gbetting.co.uk/bingo with sign up bonuses

publicidade

publicidade

Publicidade

15°C

Lisboa

Partly Cloudy

Humidity: 36%

Wind: 35.40 km/h

  • 21 Nov 2017 15°C 3°C
  • 22 Nov 2017 11°C 1°C

Publicidade