Nada sober vós sem vós

Log in
updated 10:28 AM WEST, Apr 15, 2019
Informação:
EM BREVE: informações sobre concurso internacional de fotografia "A inclusão na diversidade" promovido pela Plural&Singular em parceria com o Centro Português de Fotografia entre outros projetos do Núcleo de Inclusão Comunicação e Media

Convívio de verão “Nós, os cuidadores”

A intenção desta confraternização é juntar todos os participantes nas sessões dos vários grupos criados até ao momento no âmbito deste projeto da Plural&Singular, a marca gerida pelo Palavras Infinitas – Núcleo de Inclusão, Comunicação e Media.
Ao todo já se formaram cinco grupos de apoio que, mediante a orientação da psicóloga clínica Marta Freitas Figueiredo, têm discutido temáticas como a sobrecarga, a ansiedade, o stress e o luto.
As reuniões entre os participantes decorrem na sede da CERCIGUI - Cooperativa de Educação e Reabilitação de Cidadãos Inadaptados do Concelho de Guimarães, CRL. (Rua Raúl Brandão, 195, Guimarães) e no polo da Urbanização da Atouguia da Fraterna - Centro Comunitário de Solidariedade e Integração Social, em Guimarães. Mas no dia do convívio o cenário é sempre outro para se perceber que “a hora é de descontração, de boa disposição, mas claro, sempre de partilha”.
Estes encontros proporcionam aos cuidadores tempo para si próprios, para uma maior perceção das suas emoções e para sensibilizar para a importância do autocuidado. Esta reunião facilita a reconstrução e resgate de autonomia e motivação para assim prestarem melhores cuidados aos seus dependentes”, explica a psicóloga clínica, Marta Freitas.
Além da música, do lanche e do convívio informal e descontraído, as cuidadoras de pessoas com diversidade sensorial, intelectual e doença degenerativa vão ter direito a uma surpresa, como vem sendo habitual com o intuito de ajudá-las a melhorarem a autoestima e também reforçar os laços entre elas, para que as cuidadoras se sintam também rede de suporte umas das outras.
“Este convívio das cuidadoras possibilita a partilha de experiências sobre as suas realidades, um dos objetivos é que facilitemos a criação de redes de apoio e diminuamos o isolamento”, conclui Marta Freitas.

 

Tem a seu cargo alguém com dependência, quer sejam pessoas com deficiência, com demências, doentes crónicos, temporários ou idosos?


PREENCHA A FICHA DE CONTACTO AQUI


Se estiver interessado em colaborar com a Plural&Singular, se for cuidador informal ou se conhecer alguém que seja cuidador informal preencha este formulário ou entre em contacto através do email Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. ou do telefone 913 077 505.


Como nasceu o projeto?
A Plural&Singular decidiu desenvolver este projeto por entender que a existência de cuidadores mais capacitados para lidar com os desafios que esta tarefa acarreta e que se sintam emocionalmente mais estáveis por terem oportunidade de se envolverem em algo à parte do contexto direto de prestação de cuidados, se repercute também na qualidade de vida dos dependentes.
“O apoio ao cuidador é importante, nomeadamente, quando se trata de cuidadores informais, normalmente os familiares diretos da pessoa com deficiência e, como tal, têm interferência direta nas decisões e qualidade de vida da mesma”, pode ler-se na apresentação deste projeto da Plural&Singular.
“Nós, os cuidadores - Sessões de grupo para cuidadores informais”, uma iniciativa integrada no projeto mais alargado “Sexualidade&Afetos”, está, idealmente, desenhado para ter a duração de três meses, com uma sessão semanal de duas horas, correspondendo a um total de 14 sessões, somando 28 horas de apoio. “A continuidade do apoio dado aos cuidadores é crucial. É necessário acompanhar estas pessoas e monitorizar o seu estado mental e mesmo físico”, refere a psicóloga clínica responsável por orientar as sessões, Marta Freitas Figueiredo.
E como surgiu a ideia para a criação deste projeto? “Aquando da realização da sessão de apresentação da secção de informação “Sexualidade&Afetos” disponível no site da Plural&Singular para esclarecimento de todos os interessados por esta temática, foi referido por várias pessoas com deficiência presentes no evento, realizado em dezembro de 2015, que muitas das vezes a discriminação começa em casa e que os familiares estão desamparados e sofrem o desgaste da condição em que se encontra o dependente”, explica um dos responsáveis pelo projeto.
Indo ao encontro da respetiva missão, a Plural&Singular entendeu que tinha um papel ativo a desempenhar na informação e capacitação dos cuidadores, para melhor aceitarem o contexto em que vivem e conseguirem contribuir para a mudança das mentalidades na sociedade em geral por desconstruírem, eles próprios, os preconceitos que poderão assombrar a saudável relação familiar.
Daí que, o projeto “Nós, os cuidadores” procura mais parceiros, apoios e patrocínios para o desenvolvimento de todas as atividades e para conseguir multiplicar este apoio, quer estendendo-o no tempo, quer em relação à quantidade de participantes que dele tirem proveito. “Estamos a candidatarmo-nos a vários financiamentos, vamos angariar fundos através da venda de rifas e estamos a tentar contactar entidades e empresas que aceitem patrocinar o projeto na lógica de apadrinhamento a cuidadores. Todo o apoio é bem-vindo”, refere ainda.

Apoios e Patrocínios:




Parceiros de divulgação:

Itens relacionados

  • Convívio de inverno “Nós, os cuidadores”
     
    O 4.º convívio do projeto “Nós, os cuidadores - Sessões de grupo para cuidadores informais” realiza-se no Convívio Associação Cultural e Recreativa esta sexta-feira à tarde.
  • Marcelo Rebelo de Sousa defende criação do Estatuto do Cuidador Informal

    O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, defendeu a criação do estatuto do cuidador informal, considerando que desta é “uma causa que é nacional”, conforme se lê numa mensagem publicada na página da Presidência da República a propósito do Dia do Cuidador que se assinalou a 05 de novembro.

  • “Nós, os cuidadores” cria um novo grupo de apoio

    O projeto “Nós, os cuidadores - Sessões de grupo para cuidadores informais” na próxima sexta-feira, dia 13 de julho, dá início às reuniões de um novo grupo de participantes no polo da Urbanização da Atouguia da Fraterna - Centro Comunitário de Solidariedade e Integração Social, em Guimarães.

  • Encontro de cuidadores em Guimarães

    Um grupo de cuidadores informais vimaranenses decidiu replicar a manifestação marcada para 19 de maio, em Lisboa, pelo que Guimarães também será palco de uma iniciativa sobre desta temática: está agendada para o de Largo de Donães, no centro histórico, no mesmo dia às 14h30. O objetivo é reivindicar a aprovação do Estatuto de Cuidador Informal. E a Plural&Singular é parceira na organização do evento.

  • “Nós, os cuidadores - Sessões de grupo para cuidadores informais” recomeça amanhã.

    11 participantes dos três grupos de apoio criados até ao momento no âmbito do projeto “Nós, os cuidadores - Sessões de grupo para cuidadores informais”, recomeçam a partir de amanhã as reuniões que lhes permitem partilhar dúvidas, receios, alegrias e tristezas, ao mesmo tempo que têm o acompanhamento da psicóloga clínica Marta Freitas Figueiredo, colaboradora da Plural&Singular, a marca gerida pelo Palavras Infinitas – Núcleo de Inclusão, Comunicação e Media.

Bingo sites http://gbetting.co.uk/bingo with sign up bonuses

publicidade

publicidade

Publicidade

4°C

Lisboa

Limpo

Humidade: 49%

Vento: 14.48 km/h

  • 03 Jan 2019 7°C 3°C
  • 04 Jan 2019 8°C 1°C

Publicidade