Nada sober vós sem vós

Log in
updated 10:59 AM WET, Dec 3, 2018
Informação:
EM BREVE: informações sobre concurso internacional de fotografia "A inclusão na diversidade" promovido pela Plural&Singular em parceria com o Centro Português de Fotografia entre outros projetos do Núcleo de Inclusão Comunicação e Media

Porto: APPC leva “Teatro Invisível” às estações da Trindade e Campanhã


Por ocasião das comemorações do Dia Europeu da Criatividade Artística, a companhia “Era uma vez... Teatro”, da Associação do Porto de Paralisia Cerebral (APPC) dinamizou um “jogo” de Teatro Invisível nas estações de metro da Trindade e de Campanhã, concelho do Porto.

O objetivo da ação, realizada a 21 de março, centrava-se na sensibilização do público em geral para as capacidades artísticas das pessoas com deficiência, conforme indica nota remetida à Plural&Singular.

O conceito de “teatro invisível” pretende surpreender o público que, num local considerado “normal” não aguarda uma qualquer atuação – e a apresentação não é revelada como teatro. Assim, sem que se identifique como evento teatral, os espetadores são reais participantes, reagindo e opinando de forma espontânea à “discussão” provocada pela encenação.

A companhia “Era uma vez... Teatro” recriou situações reais, “provocando” os espetadores e obrigando-os a participar ativamente numa representação – sem terem noção de que, também, estavam a ser atores.

“A realçar que a iniciativa teve um considerável impacto junto da sociedade portuense, ainda pouco familiarizada com este tipo de arte e de improvisação em locais públicos”, lê-se na nota da APPC que faz um agradecimento especial à empresa Metro do Porto pela oportunidade e disponibilidade demonstrada nesta intervenção artística da APPC.

“E, também, agradecimento ao envolvimento, reação e simpatia dos espetadores-participantes”, termina a nota.

A propósito recordamos a peça publicada na nossa 14.ª revista digital trimestral na secção de Cultura com o nome “O gosto especial de fazer a magia do teatro acontecer…” que fala exatamente da companhia da APPC (clique AQUI).




Itens relacionados

  • APPC: projeto de nova sede e residência universitária procura parceiros e fundos

    A Associação do Porto de Paralisia Cerebral (APPC) tem um sonho: construir uma nova sede que simultaneamente acolherá estudantes universitários com deficiência. O projeto está orçado em 1,7 milhões de euros e deverá ser candidatado a fundos europeus.

  • Enfermeiro/atleta Duarte Gil atingiu a meta na APPC

    O enfermeiro/atleta Duarte Gil Barbosa, que no início de setembro anunciou que iria tentar correr 200 quilómetros e doar um euro por quilómetro à Associação do Porto de Paralisia Cerebral (APPC), atingiu a meta e visitou recentemente a instituição.

  • Mais de 16 mil euros para o “APPC Playground”

    A Associação do Porto de Paralisia Cerebral (APPC) conseguiu angariar 16.931,81 euros que irão a curto prazo ser aplicados na implementação do “APPC Playground”, um projeto que irá intervir nas áreas da educação digital e alimentar, bem como no apoio à empregabilidade. A verba foi angariada numa iniciativa promovida por uma grande superfície comercial.

  • APPC: Duarte Gil Barbosa doa um euro por quilómetro e desafia outros corredores

    Um atleta informal, Duarte Gil Barbosa, decidiu correr pela Associação do Porto de Paralisia Cerebral (APPC). É enfermeiro mas corre há 14 anos e nos dias 17 e 18 de setembro vai participar no “24H Portugal 2016” em Vale de Cambra. Por cada quilómetro percorrido doará um euro. Quer fazer 200.

  • APPC distinguida pelas práticas de responsabilidade social

    A Associação do Porto de Paralisia Cerebral (APPC) foi distinguida, a 12 de julho, com o Diploma de Reconhecimento pelas suas Práticas de Responsabilidade Social, numa cerimónia promovida pela Associação Portuguesa de Ética Empresarial (APEE).

Bingo sites http://gbetting.co.uk/bingo with sign up bonuses

publicidade

publicidade

Publicidade

-3°C

Lisboa

Limpo

Humidade: 75%

Vento: 8.05 km/h

  • 11 Dez 2018 3°C -3°C
  • 12 Dez 2018 5°C 0°C

Publicidade